Google+ Badge

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Camélias, símbolo do movimento abolicionista. Dona Isabel foi presenteada diversas vezes com camélias do Quilombo do Leblon



O projeto da Lei Áurea foi decorrência de pressões internas e externas: Em 1888, o movimento abolicionista  já possuía uma grande força e apoio popular no país e já havia conseguido a aprovação da Lei Eusébio de Queirós, a Lei do Ventre Livre e a Lei dos Sexagenários.
O número de escravos havia diminuído muito, nas décadas anteriores à abolição da escravatura, devido à abolição do tráfico de escravos, em 1850, pela Lei Eusébio de Queirós, às frequentes epidemias de varíola ocorridas no século XIX ,á guerra  onde muitos escravos morreram ou foram libertos, à Lei do Ventre Livre, de 28 de Setembro de 1871, que libertou todas as crianças, filhas de escravos, nascidas a partir daquela lei, os chamados "ingênuos", e que previa indenização aos fazendeiros, o que não foi cumprido. Também houve redução do número de escravos devido à Lei dos Sexagenários, de autoria de Rui  Barbosa, que libertou, em 1885, todos os negros maiores de 65.





.

Nenhum comentário:

Postar um comentário