Google+ Badge

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

HUMORES VARIÁVEIS

NAJA
A COBRA ATACA APENAS PARA SE DEFENDER, O QUE ACONTECE QUANDO SE SENTE PERTURBADA DURANTE A SUA REFEIÇÃO OU DURANTE A SUA O PERÍODO DE REPRODUÇÃO. O PERFIL DO GÊNERO NAJA E DE OUTRAS COBRAS É FÁCIL DE SER IDENTIFICADO DEVIDO O "CAPUZ". ESTA ESPÉCIE DE CURIOSO CAPELO TORNA-SE EVIDENTE QUANDO A PELE DA NUCA SE DISTENDE. É-LHE TAMBÉM TÍPICA A ATITUDE DE ERGUER CERCA DE UM TERÇO OU UM QUARTO DO CORPO, ASSUMINDO UMA POSIÇÃO DEFENSIVA, NESSA OPORTUNIDADE, A COBRA COLOCA-SE, OSCILANDO A PARTE ERETA DO CORPO DA ESQUERDA PARA A DIREITA OU DE TRÁS PARA FRENTE, DEPENDENDO DA SUA RESPIRAÇÃO, ENQUANTO PROJETA  E RECOLHE RAPIDAMENTE A LÍNGUA. O APARECIMENTO DO CAPUZ SIGNIFICA QUE A COBRA QUER INTIMIDAR O AGRESSOR E QUE ESTÁ PRONTA A COMBATER. AO ERGUER AINDA MAIS O CORPO, ELA DEMONSTRA, ALÉM DISSO, A SUA IRRITAÇÃO. PELO CONTRÁRIO, QUANDO ABRE O CAPUZ SEM ERGUER O CORPO, O RÉPTIL MANIFESTA UMA ATITUDE DE TEMOR A SUA INTENÇÃO DE FUGIR.

Um comentário:

Fauna e flora- e outros disse...

FONTE: ENCICLOPÉDIA VIDA SELVAGEM EDITORA ALTAYA

Postar um comentário